• Instagram

  • Facebook

  • YouTube

  • WhatsApp

  • Podcast

  • Localização

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020 . 0800.005.1020

    • Português
    • English
  • Dedicação exclusiva ao transplante capilar.
    Pioneiro em megasessões de fue no brasil.
    Referência mundial em calvícies avançadas e secundárias.

    Dr. Márcio Crisóstomo

    Técnica Combinada

    A Técnica pessoal desenvolvida pelo Dr. Márcio Crisóstomo o tornou um dos cirurgiões mais conhecidos do mundo no campo do Transplante Capilar e um dos Brasileiros mais requisitados para aulas em congressos internacionais. Também o tornou uma referência mundial para calvícies avançadas atraindo uma clientela de todos os Estados do Brasil e de vários países.

    Segurança obtida com a faixa não tocada

    Este técnica pioneira é, na nossa visão, a melhor opção cirúrgica para calvícies avançadas já que leva o que opaciente mais precisa: um maior número de fios.

    A segurança foi prioridade durante o desenvolvimento da técnica, já que preservamos uma faixa não tocada para preservar as características anatômicas locais para uma possível futura cirurgia pela técnica clássica. Esta faixa não tocada é chamada de Untouched Strip.

    Além disso, a associação nos permite não ir ao limite de nenhuma das duas técnicas, diminuindo a incidência de complicações. Com isto é possível realizar um segundo procedimento no futuro sem prejuízo na obtenção dos fios.

    Este é um conceito inédito, publicado pelo Dr. Márcio Crisóstomo há alguns anos. Com grande experiência neste tipo de procedimento, o Dr. Márcio é uma referência internacional no assunto, já tendo apresentado e ensinado esta técnica em vários países.

    Técnica Clássica

    Pela Técnica Clássica (também chamada de Strip ou FUT), em que o cirurgião retira uma faixa de couro cabeludo e as unidades foliculares são individualizadas uma a uma ao microscópio.

    Nesta técnica temos a possibilidade de obter um maior número de fios por sessão, mas uma cicatriz linear permanece no local.

    Esta é a técnica utilizada pela maioria dos cirurgiões de calvície no Brasil.

    Técnica FUE

    Pela técnica Follicular Unit Extraction (FUE), em que as unidades são retiradas uma a uma pelo cirurgião.

    A vantagem principal do FUE é a ausência de cortes e, consequentemente de uma cicatriz linear. Ao invés disto temos várias cicatrizes puntiformes de difícil visualização, mesmo com o corte de cabelo muito curto. Menos fios são obtidos por sessão.



    Ainda realizado por poucos cirurgiões no Brasil, o FUE é a técnica que mais cresce no mundo, segundo dados da ISHRS.

    O Dr. Márcio
    Crisóstomo
    é uma referência
    internacional em FUE.

    Foi fundador e é o único cirurgião brasileiro membro do FUE Research Committee (Comitê de pesquisas em FUE) da International Society of Hair Restoration Surgery, o mais importante grupo de desenvolvimento do FUE no mundo, que reúne experts em FUE de vários países para pesquisar, desenvolver e divulgar esta técnica.

    Publicações Científicas

    Na área médica, a publicação em revista científica é o atestado maior de credibilidade de uma informação, já que antes de ser apresentado ao meio científico especializado, o trabalho é revisado por outros especialistas (peer-reviewed) e, com a publicação, o conhecimento gerado passa a ser disponibilizado a outros especialistas para o avanço da especialidade.

    Publicações

    Além de importantes revistas científicas, a TÉCNICA COMBINADA já foi publicada
    em dois livros de transplante capilar editados nos Estados Unidos.

    Após um reconhecimento mundial da eficácia
    da Técnica Combinada, o Dr. Crisóstomo foi
    convidado a descreve-la na 2a edição deste clássico livro de transplante capilar.

    Crisóstomo M. Combining Follicular Unit Extraction and
    Transplantation: Untouched Strip Technique. In: Barrera A,
    uebel CO. Hair Transplantation – The Art of Follicular Unit
    Micrografting and Minigrafting. p. 237-261. Quality Medical Publishing – St. Louis – Misouri – EUA, 2014. 2ª Edição.

    O Dr. Crisóstomo foi o único brasileiro
    convidado a participar do primeiro grande livro sobre FUE do mundo descrevendo a Técnica
    Combinada e suas evoluções.

    Crisóstomo M. Combining Strip and FUE Technique. In: Lam Samuel, Williams Jr. K. Hair Transplant 360o (FUE) – Volume 4. p. 383 a 415. Jaypee Brothers Medical Pub; 2015, 1ª Edição.

    10

    Vantagens da Técnica Combinada

    Para calvícies avançadas

    01. Mais cabelos

    Este é o objetivo da maioria dos pacientes: mais cabelos! Portanto, a Técnica Combinada vai direto ao ponto. Como obtemos fios pelos dois métodos, temos mais cabelos para implantar. Mais cabelos nos permitem implantar em uma área maior, e com mais densidade.

    Melhor resultado .02

    Um resultado excelente depende de uma série de fatores como: planejamento correto, bom posicionamento da linha anterior, implante de unidades refinadas e em posição natural, entre outros. O número de fios não é o único fator, porém é inegável que com mais fios, podemos obter mais densidade e tratamos uma área maior. Sem dúvida nenhuma, para calvícies avançadas, o nível de resultados que obtemos utilizando a Técnica Combinada é muito superior  ao das técnicas isoladas (Strip ou FUE).

    03. Menos cirurgias durante a vida

    Se um paciente com calvície avançada precisa de 3 ou 4 cirurgias ao longo da vida por uma técnica (Strip ou FUE) para atingir um determinado número de de fios, se realizamos uma técnica que permite o implante de 60 a 100% a mais de fios, precisaremos de dois terços ou metade das cirurgias para obter este número.

    Oferecendo satisfação mais rapidamente e, consequentemente, economizando tempo e investimento. Além disso, o paciente não consegue se submeter a vários procedimentos por uma técnica só, pois a área doadora vai sofrendo com isto (Ou com diminuição de elasticidade e cicatrizes, no Strip, ou com diminuição da densidade, no FUE).

    Proteção da área doadora .04

    Para tratar calvícies avançadas, muitas vezes o cirurgião pode ir até o limite da técnica (Strip ou FUE) para obter um número maior de fios.  Ir ao limite pode esgotar a área
    doadora ou torná-la mais difícil de ser utilizada em cirurgias futuras. Como teremos fios provenientes dos dois métodos, retiramos a faixa um pouco mais fina, com fechamento mais tranquilo e melhor qualidade de cicatriz. Além disso, retiramos o FUE sem ir ao limite, o que preserva  densidade local. Como nossa especialidade são calvícies avançadas, realizamos a cirurgia antevendo uma situação futura e a preservação da área doadora é uma prioridade. Grandes cirurgias com segurança.

    05. Menor índice de complicações

    Como não vamos ao limite de retirada das duas técnicas o índice de complicações inerentes às técnicas de transplante capilar é menor, mesmo obtendo uma quantidade muito maior de fios.

    Possibilidade de refinar casos já operados com área doadora difícil

    .06

    Áreas doadoras já utilizadas em cirurgias prévias, geralmente têm cicatrizes que limitam a elasticidade local e/ou baixa densidade, dificultando a obtenção de fios para refinar estes casos. Com a combinação dos métodos, uma técnica complementa a outra e conseguimos potencializar a área doadora, obtendo resultados muito melhores em cirurgias secundárias e/ou casos corretivos.

    07. Indicação de cirurgias em casos que antes não indicávamos

    Em casos de calvície muito avançada, com área doadora muito restrita, por exemplo Norwood graus VII, muitas vezes a cirurgia não estava indicada pois o resultado ficaria muito aquém do desejado. Com o advento da técnica combinada, passamos a indicar cirurgias nestes casos com mais confiança e com a obtenção de resultados bastante satisfatórios.

    Aumento do “pool” de enxertos do paciente

    .08

    Há alguns anos víamos o paciente com a possibilidade de 3 cirurgias pela técnica clássica, com um total final entre 6 e 7 mil unidades foliculares, e tínhamos que adequar nosso plano de tratamento (posicionamento da linha anterior, densidade, área a serpreenchida ao longo do tempo) a esta realidade. A Técnica Combinada nos permite dominar tanto o Strip, como o FUE e além disso, o domínio do FUE nos permite obter fios de outras partes do corpo (Body Hair Transplant) como barba e tórax, para complementos. Com isto, o nosso raciocínio muda para 12, 15 mil unidades foliculares ou mais e este fato altera completamente a nossa visão de tratamento global do paciente, pois sabemos que o nosso limite vai muito mais além, permitindo tratamentos mais completos, com linha anterior mais baixa, península temporal, coroa, pacientes jovens e outros que deixaríamos de lado executando uma só técnica.

    09. Menor custo relativo

    Um paciente que tem calvície na região anterior e na coroa, precisa de pelo menos duas cirurgias (por Strip ou FUE) para tratar as duas regiões. Se a Técnica Combinada permitir o tratamento das duas regiões em uma cirurgia só (usamos aqui um exemplo hipotético mas muito comum na nossa prática! Isso depende de cada caso, conforme o tamanho da área calva e das características da área doadora) estaremos antecipando o resultado que seria visto somente um ano após a segunda cirurgia para o presente, e ainda excluindo uma cirurgia, com tudo o que acarreta em termos de recuperação, pós-operatório, afastamento de trabalho e atividades sociais, etc. Portanto, A Técnica Combinada acaba tendo um custo final muito menor em relação a duas cirurgias, excluindo um pós-operatório e oferecendo mais satisfação, mais rápido.

    Mais satisfação .10

    Para o paciente, para o cirurgião e para a equipe cirúrgica. Essa vantagem só sabe quem se submete a esta técnica e compreende os benefícios.. E o cirurgião que domina o método e compara os resultados obtidos com os que tinha anteriormente usando somente um método. A sensação de oferecer o melhor, de ir além, é muito gratificante em qualquer profissão.

    Agenda Científica

    2020/2021

    10º Annual Congress of Association…

    CIRURGIA DEMONSTRATIVA

    Indore – Índia

    Workshop da Associação Brasileira de…

    PALESTRANTE CONVIDADO

    São Paulo – Brasil

    23.º Encontro Internacional da Associação…

    PALESTRANTE CONVIDADO

    Rio de Janeiro – Brasil

    Graduação em Surgical Leadership pela…

    FORMATURA

    Boston – EUA

    27th World Congress of Hair…

    CIRURGIA DEMOSTRATIVA

    Bangkok – Tailândia

    VI Workshop Latinoamericano de FUE

    PALESTRANTE CONVIDADO

    Cancún – México

    Anos Anteriores
    Anos

    Anteriores

    saiba mais

    Publicações Científicas

    Muito do trabalho de um médico pode ser avaliado pelas novas ideias e contribuições deste à sua especialidade.

    Estas contribuições se traduzem em publicações em revistas científicas especializadas e livros que levam o conhecimento a outros profissionais.

    saiba mais

    Resultados

    Conheça alguns resultados do Dr. Crisóstomo e de sua equipe

    Imprensa/Notícias

    Depoimentos

    Recomendações Internacionais

    Sociedades Médicas e Títulos

    Sociedades Médicas

    Harvard Medical School – Surgical Leadershp Program 2018-2019

    Sociedades Médicas

    Diplomate of the American Board of Hair Restoration Surgery Título de Especialista em Cirurgia de Restauração Capilar Emitido nos Estados Unidos

    Sociedades Médicas

    Membro fundador do Comitê de Pesquisas em FUE da ISHRS

    Sociedades Médicas

    Fellow (FISHRS) Membro do comitê científico organizador dos congressos mundiais de 2015 (Chicago) e 2016 (Las Vegas)

    Sociedades Médicas

    Pós-graduado no Serviço do Prof. Ivo Pitanguy – RJ (3 Anos)

    Sociedades Médicas

    Ordem dos Médicos de Portugal

    Sociedades Médicas

    Membro Especialista e Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Monografia em Transplante Capilar

    Sociedades Médicas

    Mestre em cirurgia pela UFC Dissertação em Transplante Capilar Preceptor do Serviço de Cirurgia Plástica durante 5 anos

    Sociedades Médicas

    Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar Desde o primeiro congresso Organizador do workshop “Controvérsias no Transplante Capilar Atual”, Fortaleza / 2016

    Sociedades Médicas

    European Society of Hair Restoration Surgery

    Como escolher

    um cirurgião de calvície com segurança

    Revistas

    Veja na íntegra
    as revistas do
    Instituto Crisóstomo 

    saiba mais
    Dr. Márcio Crisóstomo

    Locais de Atendimento

    • Fortaleza CE
    • São Paulo SP
    • Lisboa Portugal
    • Brasília DF
    • São Luís MA
    • Recife PE
    Confira datas de atendimento

    Fale Conosco

    Itens com (*) são de preenchimento obrigatório para o envio do conteúdo.

    Fale Conosco
    Pacientes

    de outras

    localidades

    clique aqui
    Dr. Márcio Crisóstomo
  • Endereço

    R. Leonardo Mota, 2429 – Dionísio Torres

    Fortaleza – CE, 60170-176

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020
    + 55 85 99667.3335
    0800.005.1020

  • Instagram

  • Facebook

  • YouTube

  • WhatsApp

  • Podcast

  • Localização

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020 . 0800.005.1020

  • Tratamento Acne

    A acne é uma doença extremamente comum, que leva muitos pacientes ao consultório médico em busca de alguma solução, especialmente por conta do desconforto estético. Acne é o nome dado a espinhas e cravos que surgem devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilosebáceos. É muito frequente na adolescência, mas sem deixar de ser comum também em adultos, principalmente em mulheres.

    Hormônios sexuais, que começam a ser produzidos na puberdade, são os principais responsáveis pelas alterações das características da pele, assim como pelo surgimento da acne, que também está associado à genética favorável. As lesões aparecem com mais frequência na face, mas também podem ocorrer nas costas, ombros e peito.
    Os sintomas principais são: comedões (cravos), pústulas (espinhas), nódulos e cistos (lesões inflamadas, mais profundas e que podem deixar cicatrizes).

    Alguns fatores podem levar a piora da acne como situações de estresse ou período menstrual. Certos medicamentos como corticóides, vitaminas do complexo B, exposição exagerada ao sol, e o hábito de mexer nas lesões também pioram o quadro.

    O tratamento vai variar de acordo com a gravidade e a localização, e deve ser iniciado o mais precoce possível para evitar problemas psicológicos, maior dano estético e formação de cicatrizes. Pode ser feito com medicações tópicas (aplicadas na pele) ou sistêmicas. Procedimentos como Peelings Químicos, LEDs (light emitting diode) e alguns tipos de lasers também são utilizados para controle das lesões inflamatórias e melhora das manchinhas e cicatrizes.