• Instagram

  • Facebook

  • YouTube

  • WhatsApp

  • Podcast

  • Localização

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020 . 0800.005.1020

    • Português
    • English
  • Dedicação exclusiva ao transplante capilar.
    Pioneiro em megasessões de fue no brasil.
    Referência mundial em calvícies avançadas e secundárias.

    Dr. Márcio Crisóstomo

    Jornal: O Povo
    Reportagem: Não é dos carecas que elas gostam mais – Fevereiro 2010

    É dos carecas que elas gostam mais? Aparentemente, não. E eles, os homens, também não ficam na dúvida e partem para a defesa da cabeleira em nome do bem estar! Confira como o homem contemporâneo pode solucionar a calvície!

    “O implante capilar quando bem indicado e realizado por uma equipe experiente, apresenta resultados absolutamente naturais, imperceptíveis, diferentes do aspecto artificial de técnicas mais antigas”.

    queda de cabelo preocupa e até assusta muitas pessoas. Homens e mulheres, cada vez mais jovens, ficam de olho no espelho checando a baixa nos fios. Mas, o que fazer para evitar e até corrigir esse problema? Em se tratando da ala masculina, que geralmente teme e se preocupa mais com a calvície, a solução pode estar no “transplante de cabelo“, ou “transplante capilar” – nome mais adequado para o procedimento também conhecido como “implante”, conforme explica o médico cirurgião plástico Dr. Marcelo Pitchon, presidente da Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar (ABCRC).

    O objetivo é “recuperar cabelos da cabeça, da face ou do corpo, que foram perdidos de forma definitiva”, esclarece o médico. E as causas para essa perda capilar podem ser várias, desde causas genéticas, no caso da calvície comum ou alopécia androgenética, como doenças, queimaduras, acidentes ou medicamentos. “No caso da calvície genética, a calvície comum, masculina e feminina, a restauração capilar é um desejo estético, cultural, social, muitas vezes ligada à vaidade positiva, sem futilidade e que, na maioria das vezes, influencia positivamente na autoestima, pela melhora da autoimagem, da beleza e da jovialidade resgatadas pelo crescimento definitivo dos fios nas principais áreas em que eles foram perdidos”.

    De acordo com o médico Márcio Crisóstomo, Mestre em Cirurgia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), “nos estágios iniciais de queda de cabelo, ou de rarefação, o paciente deve procurar inicialmente um médico dermatologista“. E, como na maioria das vezes a causa é genética, esse diálogo com especialista ajuda a esclarecer dúvidas e recomendar o melhor tratamento – alguns incluem loções, shampoos, suplementos vitamínicos e terapias a laser.

    Se a calvície estiver avançada, o tratamento cirúrgico pode ser o melhor caminho, conforme indica Crisóstomo. Assim, o paciente deve buscar um médico cirurgião plástico especialista em transplante capilar.”O transplante é um tratamento definitivo, onde fios da região posterior da cabeça são retirados, preparados em microscópios e implantados na área calva. Após nascerem, não caem mais, pois mantém as características da área doadora”,diz o médico.

    “A cirurgia da restauração capilar é o único tratamento que pode restaurar de maneira definitiva e permanente as regiões calvas, diferentemente do uso de loções e medicamentos, que também utilizamos para manutenção dos fios originais que ainda não caíram”, endossa o presidente da ABCRC.

    Nesse caso, a recomendação do médico Crisóstomo, é de que ”o paciente certifique-se que o cirurgião se dedica realmente à cirurgia de transplante capilar e que tem uma equipe especializada”. E “quando bem indicada e realizada por uma equipe experiente, apresenta resultados absolutamente naturais, imperceptíveis, diferentes do aspecto artificial de técnicas mais antigas”.

    Como funciona uma cirurgia de transplante capilar?

    1 – No dia da cirurgia, o cirurgião vai marcar, em conjunto com o paciente, a linha anterior, ou seja, a linha na região frontal (da cabeça) a partir de onde os fios serão implantados. Essa marcação é individualizada para cada paciente, seguindo o seu desejo e características próprias do rosto, da calvície e do tipo de cabelo. Esta linha anterior deve ser o mais natural possível, mimetizando a linha anterior de quem não fez cirurgia.

    2 – É marcada também a área na região posterior e lateral da cabeça de onde são retirados os fios para o implante. o comprimento e a largura desta faixa de couro cabeludo, associados à densidade pilosa (número de fios por centímetro quadrado) é que vão determinar o número de fios que será transplantado. Este número pode ser variável conforme a necessidade e experiência da equipe. As melhores equipes realizam procedimentos de mega e gigasessão com a possibilidade de implantar mais de 9.000 fios em uma única cirurgia.

    3 – A anestesia é local, e o paciente fica acompanhado por um médico anestesiologista durante todo o procedimento.

    4 – A cirurgia dura em média 5 horas, incluindo a retirada da área doadora, preparo das unidades em microscópios especiais e implante destas na área calva.

    5 – Após a cirurgia, o paciente permanece algumas horas no hospital e vai para casa no mesmo dia com um curativo para proteção e conforto. O curativo é retirado na clínica no dia seguinte, quando os cabelos são lavados.

    6 – O paciente pode retornar a atividades usuais leves após 24 horas. o cabelo implantado começa a nascer em 3 a 4 meses após a cirurgia e cresce cerca de um centímetro por mês. O resultado pode ser observado então por volta dos 8 meses e é definitivo, pois o fios transplantados mantém a característica da área doadora, ou seja, são imunes à queda.

    FONTE: Dr. Márcio Crisóstomo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pós-graduado em Cirurgia Plástica no serviço do Prof. Ivo Pitanguy – RJ, Mestre em Cirurgia pela UFC.

    Agenda Científica

    2020/2021

    10º Annual Congress of Association…

    CIRURGIA DEMONSTRATIVA

    Indore – Índia

    Workshop da Associação Brasileira de…

    PALESTRANTE CONVIDADO

    São Paulo – Brasil

    23.º Encontro Internacional da Associação…

    PALESTRANTE CONVIDADO

    Rio de Janeiro – Brasil

    Graduação em Surgical Leadership pela…

    FORMATURA

    Boston – EUA

    27th World Congress of Hair…

    CIRURGIA DEMOSTRATIVA

    Bangkok – Tailândia

    VI Workshop Latinoamericano de FUE

    PALESTRANTE CONVIDADO

    Cancún – México

    Anos Anteriores
    Anos

    Anteriores

    saiba mais

    Publicações Científicas

    Muito do trabalho de um médico pode ser avaliado pelas novas ideias e contribuições deste à sua especialidade.

    Estas contribuições se traduzem em publicações em revistas científicas especializadas e livros que levam o conhecimento a outros profissionais.

    saiba mais

    Resultados

    Conheça alguns resultados do Dr. Crisóstomo e de sua equipe

    Imprensa/Notícias

    Depoimentos

    Recomendações Internacionais

    Sociedades Médicas e Títulos

    Sociedades Médicas

    Harvard Medical School – Surgical Leadershp Program 2018-2019

    Sociedades Médicas

    Diplomate of the American Board of Hair Restoration Surgery Título de Especialista em Cirurgia de Restauração Capilar Emitido nos Estados Unidos

    Sociedades Médicas

    Membro fundador do Comitê de Pesquisas em FUE da ISHRS

    Sociedades Médicas

    Fellow (FISHRS) Membro do comitê científico organizador dos congressos mundiais de 2015 (Chicago) e 2016 (Las Vegas)

    Sociedades Médicas

    Pós-graduado no Serviço do Prof. Ivo Pitanguy – RJ (3 Anos)

    Sociedades Médicas

    Ordem dos Médicos de Portugal

    Sociedades Médicas

    Membro Especialista e Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Monografia em Transplante Capilar

    Sociedades Médicas

    Mestre em cirurgia pela UFC Dissertação em Transplante Capilar Preceptor do Serviço de Cirurgia Plástica durante 5 anos

    Sociedades Médicas

    Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar Desde o primeiro congresso Organizador do workshop “Controvérsias no Transplante Capilar Atual”, Fortaleza / 2016

    Sociedades Médicas

    European Society of Hair Restoration Surgery

    Como escolher

    um cirurgião de calvície com segurança

    Revistas

    Veja na íntegra
    as revistas do
    Instituto Crisóstomo 

    saiba mais
    Dr. Márcio Crisóstomo

    Locais de Atendimento

    • Fortaleza CE
    • São Paulo SP
    • Lisboa Portugal
    • Brasília DF
    • São Luís MA
    • Recife PE
    Confira datas de atendimento

    Fale Conosco

    Itens com (*) são de preenchimento obrigatório para o envio do conteúdo.

    Fale Conosco
    Pacientes

    de outras

    localidades

    clique aqui
    Dr. Márcio Crisóstomo
  • Endereço

    R. Leonardo Mota, 2429 – Dionísio Torres

    Fortaleza – CE, 60170-176

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020
    + 55 85 99667.3335
    0800.005.1020

  • Instagram

  • Facebook

  • YouTube

  • WhatsApp

  • Podcast

  • Localização

  • Telefones

    + 55 85 3032.2020 . 0800.005.1020

  • Tratamento Acne

    A acne é uma doença extremamente comum, que leva muitos pacientes ao consultório médico em busca de alguma solução, especialmente por conta do desconforto estético. Acne é o nome dado a espinhas e cravos que surgem devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilosebáceos. É muito frequente na adolescência, mas sem deixar de ser comum também em adultos, principalmente em mulheres.

    Hormônios sexuais, que começam a ser produzidos na puberdade, são os principais responsáveis pelas alterações das características da pele, assim como pelo surgimento da acne, que também está associado à genética favorável. As lesões aparecem com mais frequência na face, mas também podem ocorrer nas costas, ombros e peito.
    Os sintomas principais são: comedões (cravos), pústulas (espinhas), nódulos e cistos (lesões inflamadas, mais profundas e que podem deixar cicatrizes).

    Alguns fatores podem levar a piora da acne como situações de estresse ou período menstrual. Certos medicamentos como corticóides, vitaminas do complexo B, exposição exagerada ao sol, e o hábito de mexer nas lesões também pioram o quadro.

    O tratamento vai variar de acordo com a gravidade e a localização, e deve ser iniciado o mais precoce possível para evitar problemas psicológicos, maior dano estético e formação de cicatrizes. Pode ser feito com medicações tópicas (aplicadas na pele) ou sistêmicas. Procedimentos como Peelings Químicos, LEDs (light emitting diode) e alguns tipos de lasers também são utilizados para controle das lesões inflamatórias e melhora das manchinhas e cicatrizes.